Gloria Estefan fará único show do ano nos Estados Unidos!!!

(11/Outubro) A superstar Gloria Estefan fará a única apresentação do ano no San Manuel Bingo & Casino em Highland, na Califórnia nesta quinta-feira, 14 de Outubro.



Gloria - conhecida pelos sucessos: "Rhythm Is Gonna Get You", "Conga" e "Here We Are", é uma artista multi-premiada e autora de livros infantis - nos cedeu um pouco de seu tempo para responder algumas perguntas sobre seu próximo show e seus próximos projetos:


Você já está na música por quase quatro décadas e com um enorme sucesso no mundo todo, com músicas em inglês e em espanhol. Como sente a sua evolução como artista?
R: Eu creio que ao longo dos anos eu evolui de maneira muito orgânica, escrevendo e gravando a música que eu gosto. Não permito que as gravadoras ou as tendências musicais definam o meu som. Creio também que tem sido muito importante estar em sintonia com meus fãs, pois nesta era de pirataria, eles são os únicos que compram as músicas.

O que leva você a compôr? Como funciona pra você o processo de escrever canções?
R: Realmente creio que o que ainda me leva são os fãs, pois eles me enviam tanto amor que literalmente posso setí-los, eu fico muito feliz quando encontro com algum fã, e ele me diz que minhas canções ajudam a atravessar difíceis situações na vida ou que escolheu alguma delas para seu casamento.
Pra mim, o processo de composição vem em duas formas: Me inspira uma situação particular em minha vida ou na vida de outra pessoa. Ou algumas vezes, a música vem a mim, mas sou apenas um canal para escrevê-la.

A indústria musical mudou muito na última década. Como essa mudança afetou você?
R: Não creio que as mudanças da indústria musical tenha me impactado tanto, como aconteceu a muitos artistas novos, pois temos diversificado nossas carreiras em outras áreas. Os artistas novos têm uma dificuldade maior de entrar na indústria musical, porque as gravadoras não tem o orçamento do que é utilizado para promover a sua música. Por outro lado, com o avanço das redes sociais como o Twitter e Facebook, os artistas independentes têm a oportunidade de chegar a um público maior. E como tudo, hoje em dia, temos que evoluir.

O que você vai cantar em San Manuel? Vamos poder escutar alguma música nova?
R: Não há música nova por enquanto, estou guardando esse segredo, mas prometo cantar todos os meus grandes sucessos e os sucessos favoritos dos meus fãs. E como digo sempre: "Espero que tragam sapatos confortáveis, porque vamos festar muito."

Emily tem atuado com você nos últimos shows. Vamos vê-la no show em San Manuel? Como é tê-la no palco ao seu lado?
R: Emily é o membro mais talentoso da família e qualquer instrumento que toca, ela domina. Mas infelizmente não estará no show em San Manuel, porque acabou de começar as aulas.


Qual canção te deixa arrepiada quando você canta?
R: Eu adoro cantar "Con Los Años Que Me Quedan" porque posso recordar claramente o dia em que Emilio e eu escrevemos essa canção juntos. Estávamos em casa, na nossa cozinha, com roupa de banho, depois de uma discussão e a canção chegou até nós.

Há alguma diferença entre o público americano com o resto do mundo?
R: Eu acho que meu público é o mesmo em todos os lugares, eles adoram passar bons momentos.

Como você chegou a escrever livros infantis?
R: Acho que foi uma evolução óbvia como escritora. Além disso, os editores sempre me pediram para escrever uma autobiografia, mas ainda não estou pronta para isso. E escrever livros infantis, me dá a oportunidade de plantar as sementes das mensagens positivas nas mentes das crianças.

Até agora, o que mais te dá orgulho em sua carreira musical?
R: O que mais dá orgulho, é o fato de termos sido capazes de ter sucesso na música, sem perder o foco em quem somos e de onde viemos. No começo, diziam que nossa música não funcionava nos Estados Unidos, porque éramos muito latinos para os americanos, e muito americanos para os latinos. Mas nos mantivemos firmes e a música funcionou.
Estou emocionada em poder cantar em San Manuel... Essa será minha única apresentação na costa oeste, este ano.


Por Vanessa Franko / The Press-Enterprise




FONTE: The Press Enterprise

Um comentário: